domingo, 29 de agosto de 2010

Um dia ainda escrevo assim

Beijo pouco, falo menos ainda.
Mas invento palavras
Que traduzem a ternura mais funda
E mais cotidiana.
Inventei, por exemplo, o verbo teadorar.
Intransitivo:
Teadoro, Teodora.

Petrópolis 25/2/1947 Manuel Bandeira

2 comentários:

jefhcardoso disse...

Grande Manuel Bandeira!

*Entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar. http://jefhcardoso.blogspot.com

Juliana disse...

O Manuel faz belas poesias, e eu, no máximo, dou bandeira.