domingo, 6 de janeiro de 2008

Portão 5

Angústia também move montanhas. E deve ser por isso que ontem vomitei o dia todo.

Sei que o futuro está me assustando, e o meu corpo está apenas se expressando como pode.

Acho que ninguém está satisfeito comigo. Falta tempo para os amigos, amores, pais, carlos, renatos e um monte de gente que não vou me lembrar agora.

O desafio do ano é dominar o tempo. Fazer o cara correr junto comigo. Valorizar sua importância e hostilizar sua crueldade.

Este ano, preciso fazer valer por vinte e nove. E ele começa daqui a pouco quando embarco de volta à terra do nunca. E estou ansioso pra caralho.

Chegou à hora de parar de tomar veneno e começar a experimentar uns antídotos. Acho que já entendi o recado: só vou morrer depois que viver.


5 comentários:

KAKA disse...

o pior disso tudo é que sempre soubemos as respostas de nossas perguntas e nem assim estamos dispostos a resolver!!! é a sensação de todos...hj estou desejando melhoras a todos, será pq? melhoras!!! bjim

Sandra disse...

...só vou morrer depois que viver... fantástico isto Carlão!!! Volta logo! ;o) bjks

Lasa disse...

Emoção na esquina do bar da loka sexta feira... vc está cm bons planos, mas ainda pense na campanha:

Vá comigo.
só.

Lasa

Gi disse...

Vá o caralho. hahaha

Wagner disse...

Opa, achei este blog muito legal, o poema que discute sentimentos e estética eh muito profundo sem precisar de exageros parnasianos. Parabéns!